terça-feira, 22 de maio de 2012

São "Luís" do Quitunde com S ou Z?

A grafia do topônimo São Luís sempre foi objeto de controvérsia, desde o século XVII...
Por Abidias Martins
Clique para ampliar
Caros leitores do slqnoticias,

Devido às inúmeras dúvidas geradas em torno da grafia do topônimo São Luís, decidimos pesquisar sobre o assunto para esclarecer se o correto é escrevê-lo com S ou com Z.

Na maioria dos prédios públicos do município encontramos os letreiros escritos com Z, exceto no Fórum, onde o S aparece na terminação do nome Luís.

Pois bem, esta discussão não é recente. Em nossas pesquisas descobrimos que em 1984 os Maranhenses, que tem como capital São Luís, já discutiam sobre este assunto. O mais interessante é que o debate mobilizou o Poder Público, a Universidade Federal do Maranhão, a Academia Maranhense de letras e vários escritores e professores da língua portuguesa.

Como “São Luís” do Quitunde refere-se ao mesmo “São Luís” do Maranhão, usaremos a explicação da conclusão obtida pelos maranhenses.

*A Comissão, depois de estudos acurados e criteriosos, em que foram analisados os aspectos referentes à história, à tradição, à etimologia e à ortografia, apresentou no dia 5 de abril de 1984 parecer conclusivo e estribado em quatro itens.

São Luís de França
1 - Historicamente, o topônimo São Luís é de origem estrangeira – vem de Saint Louis, apelido hagiográfico de Louis IX, o Santo, Rei de França (1242/1270) – e lhe dado em homenagem a Louis XIII, o Justo.

2 - Tradicionalmente, a grafia do topônimo São Luís sempre foi objeto de controvérsia, desde o século XVII, quando se fundou a cidade de São Luís do Maranhão, até os nossos dias, conforme documentos históricos e obras de escritores antigos e modernos, não se tendo por onde afirmar a existência de uma forma consagrada pelos brasileiros que justifique a grafia São Luiz com Z.

3 - Etimologicamente, a palavra Luís é de origem germânica (Hluodowig) que deu em italiano Ludovico e Luigi; no Francês, Louis e no Português e Espanhol, Luís. Cabe ainda ressaltar que se o Latim Eclesiástico já apresentava formas Ludovicus e Aloisius (com S), nada levaria a que, na sua passagem para o Português, Ludovicus, que não é patronímico, justificasse o Z, como se justificou em Ramirez, Lopez, Rodriguez, etc., hoje também grafado com S, contrariando, por força do atual Sistema Ortográfico, a própria razão etimológica.

4 - Ortograficamente, como nome próprio de introdução eclesiástica, do mesmo modo que Dominicus, Marcus, Lucas, etc., Ludovicus inclui-se entre aqueles nomes cujas consoantes latinas finais se conservam. Esta é, aliás, a razão pela qual Gonçalves Viana, em seu Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, grafa Luis e Luisa com S. E o Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa registra Luís, Luísa, São Luís do Purunã, São Luís do Quitunde, etc., todos com S e não com Z.

*A onomástica (do grego antigo ὀνομαστική, ato de nomear, dar nome) é o estudo dos nomes próprios de todos os gêneros, das suas origens e dos processos de denominação no âmbito de uma ou mais línguas ou dialectos. Nascida na metade do século XIX, a onomástica é considerada uma parte da linguística, com fortes ligações com a história e a geografia.

O Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa é a maior obra prescrita da Onomástica da língua portuguesa. Escrita pelo filólogo, lexicógrafo e arabista José Pedro Machado, teve sua primeira edição lançada em 1981.

Outras justificativas apontadas pela comissão: “Com S se grafou São Luís, quando La Ravardière entregou aos portugueses o Forte de Saint-Louis; com S se grafou São Luís, quando Alexandre de Moura dele tomou posse; com S está São Luís registrada nos mais primitivos mapas que se conhecem; com S está São Luís nas mais antigas atas de reunião do Senado da Câmara; com S está São Luís no auto de juramento do Maranhão à Independência e ao Império do Brasil; com S está São Luís em todos os documentos oficiais, sendo de destacar a Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, órgão competente para fixar a grafia dos topônimos”.

A explicação dada sobre a capital do Maranhão é a mesma para nós quitundenses. Vale ressaltar que no Portal da Transparência, órgão do Governo Federal, São Luís do Quitunde é grafado com (S) e acento agudo no (Í), não deixando qualquer dúvida sobre a correta grafia.

Então é isso, a partir de agora vamos escrever corretamente e repassar esta informação para todos os habitantes de São LUÍS do Quitunde.
_______________________________________________________________

*Fonte de pesquisa: Blog Maranhão Maravilha, Wikipédia e Portal da Transparência da Corregedoria Geral da União.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: NÃO PUBLICAMOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS.

Após escrever seu comentário, vá à guia "Comentar como:" que fica abaixo do quadro de comentário e escolha a opção NOME/URL. Preencha só o campo NOME e envie. Agradecemos o comentário!

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!

Postar um comentário