quarta-feira, 28 de março de 2012

Por unanimidade, vereador Júnior Pedro tem mandato cassado

O parlamentar foi acusado de irregularidades na presidência da câmara
Por Emanuelle Oliveira (Cada Minuto)
Arquivo: Primeira Edição, Marcio Ândrei
O vereador por São Luis do Quitunde, Antônio da Silva Pedro Júnior (PR), o Júnior Pedro, teve o mandato cassado por 7x0 durante sessão realizada na tarde desta terça-feira (27), na Câmara de Vereadores do Município. Ele é acusado de cometer irregularidades quando ocupou a presidência da Mesa Diretora da Casa.
Segundo o também vereador Edézio Pereira (PMDB), a sessão extraordinária, que decidiria se Júnior Pedro seria cassado, foi interrompida por duas vezes em outras ocasiões, após decisão do juiz plantonista de São Luis do Quitunde. Mas, o juiz da Comarca, Willamo Omena julgou o mérito e autorizou que a comissão de vereadores que apurava as irregularidades realizasse a votação.
“São nove vereadores, mas nem o acusado nem o denunciante puderam votar. O Júnior Pedro foi notificado sobre a sessão, mas nem compareceu e atestou sua culpa. Ele não prestou conta dos atos, gastou R$ 15 mil com combustível, sendo que a Câmara não tinha carro e também R$ 10 mil com alimentação”, explicou Pereira.
Uma nova eleição deverá ser realizada para a Mesa Diretora da Câmara. “Vamos seguir os prazos estabelecidos no regimento da Casa e eleger um novo presidente. O Júnior Pedro já estava afastado e a decisão de cassação é definitiva, ele só pode apelar para o Judiciário”, informou.


Defesa
Júnior Pedro entrou em contato com o Cadaminuto para afirmar sua inocência diante das denúncias de irregularidades. Ele lembrou que o processo contra ele arrasta desde o ano passado e ainda, que o placar da votação era esperado, já que o parlamentar era o único que representava a oposição na Câmara.
“Todos que votaram fazem parte da bancada do prefeito. É tudo política, para me tirar do processo eleitoral deste ano e me deixar inelegível. Tudo foi feito de forma arbitrária, eles não esperaram minha apelação, nem o transitado em julgado porque não aceitei fazer o jogo de corrupção deles”, disse.
Segundo ele, existem documentos que provam sua inocência e que serão apresentados à imprensa. “Vou mostrar toda corrupção da Câmara. Todos os ex-presidentes fizeram o que fiz, por isso eu não tinha porque ser cassado, mas montaram o processo, não aceitaram minha defesa e o pronunciamento dos ex-presidentes da Casa. Ou todo mundo é criminoso ou ninguém é”, lamentou.


Júnior Pedro acrescentou que o objetivo dos vereadores é promover uma nova eleição para a presidência da Mesa para assegurar a substituição, caso o prefeito Cícero Cavalcante perca o mandato. “A manipulação é liderada pelo prefeito, que pode ser cassado, pois está no 4° mandato. Eu era a única oposição lá, por isso me tiraram”, explicou.

2 comentários:

  1. cicero.silva10@yahoo.com.1 de abril de 2012 17:41

    É LAMENTAVEL QUE FIZERAM COM JR PEDRO,POIS QUEM TEM MAS CULPA CICERO CAVALCANTE OU JR PEDRO,LOGICO QUE CICERO TEM MUITO MAIS:GUABIRU,TATUANA,TCE,TCU E POR ULTIMO O TJ-AL,ACATOU DENUNCIA DO MINISTERIO PUBLICO, SE A CAMARA DE VEREADORES DE SÃO LUIZ QUE MORALIZAR PORQUE NÃO CASSA CICERO CAVALCANTE?

    ResponderExcluir
  2. Como fica a situação da vereadora apressada LENA,bastou o chefe cicero ordenar para ela e os demais.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: NÃO PUBLICAMOS COMENTÁRIOS DE ANÔNIMOS.

Após escrever seu comentário, vá à guia "Comentar como:" que fica abaixo do quadro de comentário e escolha a opção NOME/URL. Preencha só o campo NOME e envie. Agradecemos o comentário!

Queridos internautas, não aceitamos em hipótese alguma comentários que ofendam a moral de ninguém, pois o portal é um espaço de informação e comunicação, a nós cabe apenas informar de um jeito honesto e igualitário para todos, obrigado pela compreensão!